Buscar

Mindfulness Descomplicado - Dia 5

Podemos aprender a lidar com os nossos sentimentos em desequilíbrio de uma maneira mais elevada, e nos libertar dos efeitos negativos provocados nos corpos espiritual, mental, emocional e físico.

~ Sensei Aline Keny



“A raiva está ligada aos nossos desejos que não foram satisfeitos. Quando sentimos raiva podemos nos perguntar: “o que queremos desta situação que não estamos conseguindo”. Isto cria uma mudança em nosso foco. Ao invés de ficarmos presos à raiva, nós a observamos. Logo depois, podemos perguntar a nós mesmos de que outra maneira podemos conseguir o que queremos. Assim podemos perceber que ideias alternativas surgem na mente e isto melhora nossa frustração e diminui a raiva. Se permita se afastar da situação/ambiente/pessoa. Quando nos acalmamos podemos retornar à situação e lidar com o assunto de uma maneira mais equilibrada, sem ofender e magoar os outros; sem nos desequilibrar. Quando falamos de uma maneira tranquila, sem raiva, o outro pode até nos ouvir e compreender, mas quando falamos com raiva só criamos mais conflitos e desarmonia.”

~ Emilce Shrividya


Seja bem-vindo(a). Aqui é um cantinho de amor e autoconhecimento! Caso sinta em seu coração, você é livre para compartilhar este texto. Assim sendo, não se esqueça de mantê-lo íntegro, incluindo o nome da autora e o link do site de origem. Namastê!


©2018-2021. Todos os direitos reservados a Sintonia Kuan Yin Terapias Integrativas – Brasília (DF).