Buscar

O MUNDO

Quando o espírito transcende a matéria ele encontra equilíbrio entre a força de ação típica da energia masculina e a força nutridora e receptiva provinda da energia feminina. Nesta carta o círculo ao redor da figura da mulher representa o Espírito dominando a Matéria. Nos caminhos do autoconhecimento temos inúmeros ciclos onde treinamos esta transcendência, pois todo aprendizado se dá através de pequenos, médios e longos ciclos de cura, até alcançarmos as virtudes a que nos propomos. Transcender a matéria não se dá por mágica, nos exige perseverança e paciência - a transcendência é um caminho em construção. O trabalho da iluminação interna é de formiguinha, dia após dia, sem esmorecer por muito tempo diante das dificuldades. Objetivos claros e específicos em relação à nossa melhoria íntima são imprescindíveis, melhoria esta que se desenrola em nosso próprio ritmo.


Nesta carta a figura está rodeada pelos quatro elementos, representados a seguir: o anjo desempenha a função do ar nos guiando através de inspirações e intuições; a águia representa as águas das nossas emoções e como lidamos com elas; o leão carrega a energia do fogo e o ímpeto de transmutar as sombras e dores em luz e evolução; e o touro canaliza a força e energia da terra, nos conectando à força do planeta, da objetividade, praticidade, bem como às nossas raízes ancestrais.


A mulher está com o bastão da fala em sua mão esquerda (a força masculina está contida e representada no lado esquerdo do cérebro), ela está munida da sua energia masculina equilibrada. Esta energia é firme e amorosa. A mulher está totalmente consciente do seu propósito espiritual em divulgar o conhecimento espiritual superior, expandindo a consciência de todos ao seu redor, ela está pronta para ganhar O Mundo. Em sua direção já vibram o sucesso, a segurança, a conclusão de ciclos e as merecidas recompensas pelos seus esforços.


A figura olha à sua direita, tomando sua força feminina equilibrada (força coordenada pelo lado direito do cérebro). Ela sabe que não é uma vítima do mundo, das situações, nem das pessoas, pois está consciente de seu poder e força de atuação na sociedade, ela conhece suas habilidades e sabe como usá-las a seu favor. Esta mulher com o feminino equilibrado sabe ser doce, nutridora e amorosa, ela se respeita e respeita aos demais, ela aprendeu a conhecer seus próprios limites e a estabelecer limites firmes, claros e amorosos. A mulher não precisa ser coadjuvante e nem codependente e sim protagonista na construção de sua própria história.


As cores do círculo podem nos dizer sobre a necessidade de equilíbrio entre os chakras básico, plexo solar e laríngeo.


Vermelho - Chakra básico ou raiz (Muladhara): segurança, vitalidade, força;


Amarelo – Chakra do plexo solar (Manipura): poder pessoal, autoestima, ego; e


Azul - Chakra laríngeo (Visuddha): comunicação, criatividade, autoridade.


Esta é uma carta muito auspiciosa e representa o equilíbrio entre o espírito e a matéria.


Independentemente da sua identidade de gênero (com qual gênero você se identifica) esta mulher pode ser eu e também pode ser você!


Fonte: Interpretei a carta “O Mundo” e saiu com muito amor este texto. A lâmina foi retirada do Tarô de Marselha, de Carlos Godo - para o texto também utilizei algumas referências do Tarô dele. Texto de 13.12.2020.



Seja bem-vindo(a). Aqui é um cantinho de amor e autoconhecimento! Caso sinta em seu coração, você é livre para compartilhar este texto. Assim sendo, não se esqueça de mantê-lo íntegro, incluindo o nome da autora e o link do site de origem. Namastê!


©2018-2021. Todos os direitos reservados a Sintonia Kuan Yin Terapias Integrativas – Brasília (DF).