Buscar

QUAL A DIFERENÇA ENTRE DARMA E CARMA?

O Dharma são os ensinamentos do Buda ou estudo dos sutras, dos textos budistas. Estar vivenciando o seu Dharma é estar alinhado (a) aos propósitos maiores da sua alma.


Para o budismo, a palavra em sânscrito "Karma" significa "ação". Significa também "trabalho".


Todas as ações que realizamos com o corpo, fala e mente são expressões do carma. É a ação que conta e não o resultado (as sementes que plantamos não são influenciadas pela real ação manifesta e sim pela motivação que há por trás dessa ação). O que vale é a intenção. Segundo o Buda, todos somos herdeiros do nosso próprio carma.


O Buda disse que com "carma" ele se referia a "intenção". "Chetana". Carma é intenção. Cada ação intencional de corpo, mente e fala planta sementes em nosso fluxo mental. Mais cedo ou mais tarde, nesta vida ou na próxima, essas sementes brotarão e amadurecerão. Esse amadurecimento é chamado "vipaka" que significa o resultado do carma. E isso é o que experienciamos. Somos herdeiros de nossas próprias ações (boas ou ruins, o bom ou mau carma).


Longe de ser fatalista, o carma se bem compreendido expressa a nossa total responsabilidade. Sempre temos espaço para fazer uma escolha e ter uma resposta hábil ou inábil. Não é uma situação estática, o carma está sempre fluindo e mudando. A possibilidade de escolha é nossa, e isso é o carma. O carma não é o destino, são todas as sementes que plantamos e que vão germinar em algum momento. É um processo contínuo, a cada momento plantamos novas sementes. O exercício do darma gera bom carma, o que reduz parte de nossa babagem de carma negativo.


🎋


Podemos atenuar os débitos de alguém muito querido a nós, para que essa pessoa tenha mais liberdade espiritual.


Para atenuar o carma de outra pessoa:


♻️ Na Meditação de Vajrasattva pode-se manter alguém em mente, e imagina-se que Vajrasattva está também sobre a cabeça dessa ou dessas pessoas, purificando-as, e se dedica o mérito a elas.


Ou


♻️ Você pode tomar ações positivas como resgate de animais, doações para alguma causa nobre ou qualquer outra boa ação e dedicar o mérito à pessoa, ou às pessoas.


Leitura que serviu de base ao texto: Livro da Budista Jetsunma Tenzin Palmo, No Coração da Vida (Sabedoria e compaixão para o cotidiano).