Buscar

SÁBADO, 04 DE DEZEMBRO DE 2021: Eclipse Solar Total em 12°22 de Sagitário



Eclipses são pontos de controle celestiais, se trata de uma lunação de alta voltagem que auxilia a clarear nosso plano cármico. Astrologicamente falando, eles “aceleram o tempo”. Simultaneamente fecham e abrem portas. Fecham as portas que precisam ser fechadas e abrem oportunidades, visto que a vida é formada por infinitas possibilidades e nada é estático, tudo muda, mesmo que esta não seja a vontade do nosso ego. Caso não estejamos alinhados aos comandos do nosso Eu Superior, podem representar mudanças abruptas e repentinas, nos colocando em melhores e mais saudáveis caminhos.


O Eclipse Solar é um espetáculo da natureza celeste, corresponde a um fenômeno astronômico em que a luz Solar é encoberta pela Lua. A Lua se posiciona entre a Terra e o Sol, formando uma sombra que abrange uma pequena faixa da superfície terrestre, fazendo com que durante o Eclipse essa área fique escura durante um intervalo de tempo limitado do dia. Durante o Eclipse Solar, duas áreas bem definidas são projetadas na superfície terrestre: a umbra e a penumbra. A área umbral, ou seja, a área na qual a umbra se apresenta, é onde se manifesta o Eclipse de forma total, onde fica totalmente escuro durante o Eclipse. Já a área penumbral é aquela onde o Eclipse ocorre apenas parcialmente, com uma breve sombra.


Dificilmente ocorrem dois Eclipses Solares com características idênticas, porque suas ocorrências dependem do grau de inclinação da órbita lunar, bem como da distância da Terra com a Lua e com o Sol durante o fenômeno astronômico. Assim, dependendo dessa distância, não se chega a formar uma sombra por completo, mas apenas um “ponto preto”, que seria a Lua, em menor tamanho aparente, passando em frente ao Sol diante de sua visão na Terra. Portanto, quando a Lua está perto da Terra e a Terra está longe do Sol, forma-se uma sombra completa, e quando a Lua está mais longe da Terra, forma-se uma sombra incompleta. Desse modo, classificam-se os Eclipses Solares em:


  • Eclipse Solar total: quando toda a luz do Sol é ocultada pela Lua.

  • Eclipse Solar parcial: quando apenas parte da luminosidade Solar é ocultada pelo disco lunar.

  • Eclipse anelar: quando o tamanho da Lua não é o suficiente para encobrir toda a área do Sol, formando um “anel” em volta do satélite natural da Terra.

  • Eclipse híbrido: quando o Eclipse é total em alguns pontos de visão e anelar em outros, em virtude do grau de inclinação da órbita lunar.


O fenômeno do Eclipse Solar só pode acontecer durante a Lua Nova, sendo apenas nessa fase que a Lua se encontra entre a Terra e o Sol. Além disso, a Lua precisa atravessar o plano orbital da Terra, o que ocorre apenas duas vezes ao ano em razão da inclinação de seu deslocamento em relação ao eixo terrestre, que é de 5 graus. Se essa inclinação não existisse, sempre que houvesse Lua Nova haveria um Eclipse Solar.


Embora necessitem de uma coincidência entre a fase da Lua Nova e determinadas posições nodais e orbitais, há um período cíclico para a ocorrência dos Eclipses, de forma que eles voltem a ocorrer com as mesmas características e ordem que o período anterior. Esse ciclo possui cerca de 18 anos e 11 dias e é chamado de Período de Saros. A cada ano, a depender das condições astronômicas, é possível haver, no mínimo, dois Eclipses Solares e, no máximo, cinco.


Em 04 de dezembro de 2021 a órbita da Lua criará um alinhamento com o Sol, formando uma potente lunação. Será um Eclipse total visível na Antártida, na África do Sul e no sul do Oceano Atlântico. É o Eclipse número 13 na série Saros 152 e terá magnitude 1,0367. O primeiro local a ver parcialmente o início do Eclipse terá início às 5h29, hora de Lisboa. O Eclipse total começa às 7h. O ponto alto do Eclipse se dará às 7h34, a fase de totalidade será visível durante apenas 1 minuto e 54 segundos e estará localizada no mesmo limite do continente Antártico. Uma parte muito pequena do leste da Argentina e do sul do Chile; as Ilhas Malvinas; alguns pontos da Austrália; Nova Zelândia; África do Sul e Namíbia poderão observar um Eclipse Solar parcial durante alguns minutos. O Eclipse Solar não será visível aqui no Brasil, mesmo assim a sua energia poderá ser sentida por qualquer um de nós.


Os Eclipses Solares ocorrem durante a fase de Lua Nova, quando o Sol e a Lua estão posicionados exatamente no mesmo grau dentro do mesmo signo do zodíaco, neste caso, a 12°22 de Sagitário. As Luas novas estão ligadas a inícios, contendo intuição e expansão favorecidas pelas hostes celestiais.


O Eclipse Solar total será em Sagitário. Este poderoso signo nos desafia a expressar nossos desejos com verdade e coragem. Sagitário traz em sua essência o centauro (aquele ser mitológico que é metade animal e metade homem), o arqueiro que mira sua flecha para o alto, ele é um guerreiro visionário e segue em busca do que quer conquistar, tem sede de autoconhecimento e nos imputa a confiança de que somos capazes de enfrentar todo e qualquer obstáculo ou limitação energética. Hora de nos lembrar que toda vez que encaramos um desafio, nos é dado ao mesmo tempo a solução (onde mora o problema, aí reside a solução). Sagitário em sua potencialidade máxima eleva os nossos pensamentos às conquistas mentais e espirituais que nossa alma tanto almeja (automestria). O flecheiro nos dá consciência da energia do merecimento, o senso de autovalor e poder íntimo (nosso poder pessoal), é ele que mostra a precisão de que se plantamos boas sementes em solo fértil, elas um dia irão florescer.


Este Eclipse com o Sol em Sagitário nos proporcionará profundas revelações da alma. Um encontro com a verdade, em especial para quem já está pronto a olhar de frente e com muita compaixão seu lado sombra e medos ainda enraizados no inconsciente. A Lua Nova em Sagitário nos mostra com clareza e verdade o que nosso ego tende a ocultar ou negar. É uma energia de libertação, dado que a verdade chega para nos liberar de antigas dores e curar nossas partes sombrias. É um convite ao autoamor, ao acolhimento de nossas nuances ainda não-iluminadas que costumamos projetar nas outras pessoas (enquanto um dedo meu aponta para o “defeito” do outro, há quatro dedos meus apontados para mim mesma). O caminho é pra dentro, todas as curas estão dentro de nós; somos 100% responsáveis por tudo que nos acontece: “estamos onde nos colocamos”. Quando nos habilitamos a lidar com as verdades mais desagradáveis do nosso Ser, nos permitimos a cura e integração dessas mesmas partes sombrias, elevamos nosso nível de consciência, mas, para isso, precisamos antes fazer uma limpeza em nosso inconsciente, pois ele carrega nossas maiores dores e limitações. A sombra não precisa ser temida e sim acolhida, ela quer evoluir. Em muitas vezes precisamos abrir mãos das nossas antigas verdades, essas mesmas verdades são ‘sistemas de crenças’ que já nos serviram, foram portadores de importantes lições de alma, de toda forma, existem inúmeras estradas, e cada uma nos concede uma chance para aprendizados diferentes sobre nós mesmos. Se afaste do que drena sua energia e lhe faz mal. Observe onde você está colocando seu foco e sua intenção, nossa energia criativa é muito poderosa, onde você coloca o seu foco e intenção recebe o seu poder. Solta, deixe livre, viva e deixe viver.


Um ciclo energético de um ano e meio começou no dia 05 de junho de 2020, eletrificando o eixo Gêmeos-Sagitário, signos que são atraentes e charmosos, o que modifica nossos métodos de comunicação (simbolizados por Gêmeos) e o interesse em aprender novas formas de viver, além de nos conectarmos com outras culturas (energia representada por Sagitário). Podemos abrir nossa mente e coração a ter conversas difíceis, e igualmente estarmos abertos às mudanças. O Eclipse final neste eixo será justamente o de sábado, 04 de dezembro de 2021, concluindo este ano e meio de ciclo. Lembre-se de que determinados finais são difíceis, mas tudo é cíclico: uma culminação sempre ocorre à beira de um início.


Os Eclipses Solares de 2021: 10 de junho e 04 de dezembro, correspondem a novos começos e oportunidades inesperadas. No entanto, uma vez que o Sol (que simboliza nossa experiência externa) é obscurecido pela Lua (representando nosso mundo interior emocional), os eventos de Eclipse Solar geralmente começam internamente, antes de afetar nossos relacionamentos com as pessoas. Eclipses Solares facultam perceber que PRECISAMOS MAIS DO QUE ESTAMOS DE FATO RECEBENDO. É um momento para enviar convites cósmicos ao universo e dar as boas-vindas à abundância, prosperidade, novas e excitantes trilhas de aprendizado e crescimento de alma.


Este Eclipse, Gêmeos-Sagitário, causará um impacto diferente em cada um de nós, com base em nosso Mapa Astrológico Natal (mapa de nascimento pessoal). A narrativa que se desdobra neste Eclipse do dia 04 de dezembro representa o encerramento do ciclo que se iniciou com o Eclipse Lunar em Sagitário em 05 de junho de 2020. Questões de relacionamento, em particular, aquelas que cercam sua habilidade de falar a verdade (enquanto Gêmeos é tudo sobre as nuances da comunicação, Sagitário é um pouco mais ousado e pode falar alto para conseguir o que quer) devem chegar ao seu ápice nesta data. Os ciclos podem chegar ao fim, mas não espere um final arrumado, amarrado com um belo laço. Ou você vai resolver as coisas e se sentir uma estrela, ou deve estar preparado para deixar um relacionamento terminar; se o último acontecer, apenas saiba que é o melhor a longo prazo. Consequentemente, o Eclipse de 2020 foi um grande negócio e representou a primeira lunação dessa nova série. Em outras palavras, marcou o primeiro capítulo de uma nova história cármica. Pense no que aconteceu em sua vida nessa época e considere os principais atores, conflitos e a localização.


Somos todos impactados pela energia cósmica dos Eclipses, embora alguns mapas sejam mais eletrificados do que outros. Dê uma olhada em seu Mapa Natal e analise qual casa e se existem planetas localizados em 12°22 de Sagitário. A energia da casa e dos planetas presentes neste grau do seu mapa representam como você será influenciado pelo fenômeno.


Observe também os nodos lunares em seu mapa (cabeça e cauda do dragão). Se seus nodos não estiverem nestes signos, as coisas ainda vão mudar: todos os planetas são ativados pelos Eclipses. Os planetas em signos mutáveis (Gêmeos, Virgem, Sagitário e Peixes) serão especialmente ativados pelos Eclipses de Gêmeos-Sagitário. Quer este posicionamento seja o seu Sol, Lua ou qualquer outro planeta, você sentirá as mudanças dessas potentes lunações.


Seja à nível consciente ou inconsciente, Eclipses são oportunidades poderosas, impactantes e significam muito para todos nós, nos auxiliam a evoluir espiritualmente. Embora por muitas vezes estejamos limitados pelas realidades atuais, sabemos que o horizonte se estende além de nossa visão corriqueira.


Escolha a sua melhor maneira de abraçar este momento celestial. Este portal que logo findará um ciclo e abrirá outro nos trará ânimo e renovação de esperanças, lembrando que novos horizontes existem e podem sair do campo do pensamento e se manifestar na matéria. Sendo assim: “Deixe que sua luz brilhe como um eco de luz interestelar”, inspire e se deixe inspirar, expanda sua energia criativa e coloque os planos em ação.


Ps.: 04 de dezembro é dia de Iansã e de Santa Bárbara 😊

Salve Iansã!




Fontes que me inspiraram e auxiliaram com este texto:


https://www.sintoniakuanyinterapiasintegrativas.com/post/26-de-maio-de-2021-superLua-das-flores-mais-Eclipse-lunar-em-Sagitário


https://www.allure.com/story/guide-to-lunar-Solar-Eclipse-dates


https://brasilescola.uol.com.br/geografia/Eclipse-Solar.htm


https://pt.wikipedia.org/wiki/Eclipse_Solar_de_4_de_dezembro_de_2021


https://www.tempo.pt/noticias/actualidade/Eclipse-Solar-total-em-dezembro-de-2021-quem-podera-ve-lo-astronomia.html